Shiatsuterapia

Curso de ShiatsuterapiaShiatsuterapia

O Shiatsu iniciou no Japão por múltiplas origens, o que provoca até hoje controvérsias entre seus estudiosos. Este país viveu uma cultura praticamente isolada do resto do mundo até fins do século XIX4, quando abriu suas portas ao exterior. Durante esse tempo, desenvolveu tratamentos e técnicas de saúde próprios, tanto no meio formal (aristocracia japonesa) como informal (massa camponesa).

Possuem forte peso em tais práticas as tradições filosóficas, marciais e religiosas praticadas na época. De entre os métodos de tratamento amplamente utilizados para uma série de mazelas, a massagem an-ma era a mais conhecida, e incluía técnicas de pressão com os dedos com uma rica conjunção de manobras.

Por diversas circunstâncias a pressão com os dedos destacou-se das demais práticas, e deu origem ao Shiatsu.

Formalmente, o primeiro texto escrito utilizando a palavra é da autoria de Tamai Tempeki (cujo nome também é escrito em transliteração à grafia japonesa kanji como Tempaku), que em 1915 escreveu o “Shiatsu Ho”5. Não se pode, contudo, dizer que o Shiatsu já não fosse praticado. Tempeki fora ainda professor de Tokujiro Namikoshi6, mestre japonês que é tido por muitos como o “pai” do Shiatsu moderno. De fato, o Shiatsu foi reconhecido oficialmente e definitivamente pelo governo japonês através da escola e métodos de Namikoshi, em meados do século XX.

O Shiatsu chega ao Brasil através dos grandes ciclos de imigração japonesa no país7, praticado nas colônias e ensinado conforme as tradições familiares. Pode-se dizer que até os anos 60 é praticado especialmente pelos Nikkeis no Brasil, em comunidades budistas e dojos (academias) de artes marciais.

Ficou comum nos anos 80 formas de propagação da cultura de cura popular ligada ao Shiatsu como “vá ao japonês que trata sua coluna”. O processo de formalização do ensino, reconhecimento oficial, etc., se iniciou nessa mesma época. Após a derrota japonesa na II Guerra Mundial, houve uma massa migratória de japoneses para diversos países.

Assim, em diferentes países japoneses fundaram suas escolas, de estilos e tradições diferentes, propagando o Shiatsu e suas variações por todo o mundo. Nos anos 70 começam a abrir novas escolas, e novos métodos passam a ser conhecidos. Na década seguinte, toma notoriedade o trabalho conhecido como “Zen Shiatsu” de Shizuto Masunaga e Wataru Ohashi8.

A partir dos anos 70 começa-se a observar a incorporação de novos conhecimentos e técnicas ao Shiatsu, inclusive pelos novos professores ocidentais. Nos anos 80, surgem as grandes escolas de origem mista, como o Ohashiatsu nos EUA, Palombini Shiatsu na Itália. Os anos 90 consolidam o Shiatsu moderno e dá início a um processo de intercâmbio entre as diferentes escolas de Shiatsu. Organizações de Shiatsu surgem.

Os anos 2000 fazem surgir as primeiras federações, associações e organizações internacionais. Em 2009 acontece o primeiro congresso reunindo pessoas de 4 continentes na Espanha.

Menu
WhatsApp chat